Como a tecnologia pode ajudar no monitoramento de produtividade agrária

monitoramento de produtividade agrária
4 minutos para ler

Diariamente, os produtores rurais precisam lidar com diversas vulnerabilidades em seu setor, como as perdas causadas por fenômenos climáticos e a ação de pragas. Felizmente, na atualidade, os agricultores já podem contar com técnicas de monitoramento de produtividade agrária para driblar esses obstáculos, com o auxílio de ferramentas tecnológicas.

Dessa forma, é possível acompanhar todo o ambiente da área de plantio, evitando surpresas desagradáveis que comprometam a produtividade. Confira nos parágrafos seguintes o que a tecnologia tem a oferecer nesse quesito!

Agricultura de precisão (AP)

Na agricultura tradicional, os insumos são aplicados homogeneamente por toda a extensão da lavoura. Isso acaba não sendo tão eficiente, pois uma mesma área de plantio pode ter diferentes regiões com necessidades específicas, levando ao uso insuficiente ou excessivo dos insumos agrícolas.

A agricultura de precisão é um sistema que faz o mapeamento de toda a área cultivada. Com as informações coletadas, é possível saber exatamente do que cada parcela da lavoura precisa, permitindo o uso inteligente de defensivos, adubação, irrigação, entre outras atividades essenciais ao plantio.

As tecnologias empregadas na agricultura de precisão são automatizadas e levam em conta toda a variabilidade existente na lavoura, o que torna a tomada de decisões muito mais rápida e menos propensa a erros.

Manejo Integrado de Pragas (MIP)

O Manejo Integrado de Pragas é um conjunto de medidas adotado para se conter a proliferação de pragas em uma lavoura. Ele começa com a identificação dos principais agentes que acometem a planta cultivada, passando pelo monitoramento da área até chegar à utilização de ferramentas de controle.

O grande objetivo do MIP é diminuir o uso de agrotóxicos, mantendo a população de pragas abaixo dos níveis de dano à planta e adotando medidas naturais para o seu controle. As ferramentas incluem o uso de agentes biológicos, feromônios, plantas iscas, plantas resistentes a pragas e outros.

Os defensivos agrícolas são usados em último caso, quando as técnicas citadas acima não são suficientes para conter o problema.

Tecnologias para o monitoramento de produtividade agrária

Os sensores e satélites para o monitoramento agrário estão se tornando cada vez mais populares. Eles conseguem captar, em tempo real, as informações mais relevantes da plantação, como níveis de umidade, velocidade dos ventos, temperaturas, quantidade de nutrientes no solo e muitas outras.

A tecnologia do GPS é mais antiga, mas continua exercendo um grande papel na modernização do campo. Além do mapeamento completo da área de cultivo, ela permite o emprego de máquinas guiadas por computador ou satélite.

O monitoramento aéreo por meio de drones também está ganhando bastante força no mercado. Essas pequenas máquinas são capazes de detectar diversos problemas na área de cultivo, como pragas e deficit hídrico ou de nutrientes, além de capturarem imagens de alta resolução com muito mais eficiência que satélites.

As possibilidades para o monitoramento de produtividade agrária são muitas. Ainda que o investimento seja alto no início, é certo que essas tecnologias só tendem a melhorar a produtividade e aumentar os lucros do produtor. Dito isso, não espere mais e comece agora mesmo a planejar seu crescimento!

Um dos nossos objetivos é levar conteúdos de qualidade ao produtor rural. Por isso, cadastre seu e-mail em nosso blog para receber publicações exclusivas como esta diretamente na sua caixa de entrada!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário